fbpx

BOA PARTE DESTA GERAÇÃO É FRACA DEMAIS?

A geração mimimi é um termo usado para descrever a geração atual como fraca e dependente. Segundo um artigo da Revista Exame, a geração mimimi é extremamente frágil e não consegue fazer nada sozinha. Eles são hipersensíveis e despreparados para o mundo real, confundindo seus desejos com direitos inalienáveis, ao primeiro sinal de críticas já acham que são injustas, pois culpar os outros é sempre melhor para se ver livre de suas responsabilidades, seja como cidadão, profissional ou familiar.

Alguns podem usar esse termo de forma pejorativa, não é nossa intenção aqui, mas de esclarecer e para isso iremos nos aprofundar.

Características

Normalmente não aceitam críticas, logo acusando os outros que não são entendidas, que as críticas são injustas, o que são incompreendidas. Gente que reclama de tudo, que chora por qualquer coisa, que se ofende muito fácil. Culpar os outros pelos seus problemas é o mais comum, tentando se livrar da sua própria responsabilidade. Por isso é também esperado se colocar geralmente como vítima. A vida é injusta para elas. De modo geral são essas as características mais importantes, segundo nossas pesquisas de alguns especialistas. Claro, há outros que pensam diferente, mas nossos estudos identificam a realidade desse quadro, o que é de certa forma algo que precisa ser mais entendido, explicado e por isso saber que essas pessoas de forma geral precisam de ajuda.

Também mais características podem ser agregadas, como gente que reclama de tudo, que chora por qualquer coisa, que se ofende muito fácil. 

Também é a pessoa que reclama que não tem apoio dos outros, que precisa de recursos intermináveis do governo, que precisa de suporte. Ou seja, não consegue ficar de pé sozinha.

Essa dependência pode ser uma doença espiritual mesmo, onde o espírito está fraco, a mente também, insegura e precisa receber ajuda, orientada, desde que esteja disposta a isso, é claro.

Qualquer coisa ofende. Qualquer comentário desagrada, é motivo de choro, de resmungo, de textão nas redes sociais

Por ser uma pessoa dependente está focada em procurar quem é culpado pela condição dela. A pessoa dependente não tem interesse em melhorar, em crescer, em aprender. Ela apenas precisa encontrar um alívio, uma desculpa pela falta de resultados. Ela quer uma justificativa. É por isso que ela coloca a culpa nos outros. E a vida segue sem muitos objetivos pessoas, de crescimento espiritual.

A pessoa dependente está focada em procurar quem é culpado pela condição dela. A pessoa dependente não tem interesse em melhorar, em crescer, em aprender. Ela apenas precisa encontrar um alívio, uma desculpa pela falta de resultados. Ela quer uma justificativa. É por isso que ela coloca a culpa nos outros.

Em um estágio seguinte, temos a pessoa independente. Ela tem melhores habilidades. Ela tem mais recursos. Ela sabe resolver os problemas e portanto não precisa ficar reclamando ou gritando por ajuda. Ela não vai ficar culpando os outros pelos problemas da vida, pois ela sabe assumir responsabilidade pelos resultados ou pela falta de resultados.

A pessoa é INDEPENDENTE – ou seja, os resultados na vida dela não dependem do ambiente, das circunstâncias, do contexto, das pessoas ao redor. O foco dela é no desenvolvimento individual, no que ela pode aprender, no que ela pode melhorar, nas habilidades e nos recursos que ela pode adquirir para ter resultados ainda melhores

Em um nível mais elevado, e posterior temos por fim, temos o da pessoa interdependente. É aquela que aprende e sabe trabalhar em grupo, e onde todos podem contribuir e dar o melhor de si, mas alguns cuidados precisam ser compreendidos.

Pode ser enganoso se não houver o correto entendimento. Explicando melhor, nesse estágio se não houver maturidade ou consciência correta, acaba se tornando dependente de grupos apenas, ou seja, acaba anulando ações individuais que possam beneficiar a coletividade, se movendo apenas se houver envolvendo um grupo. Neste caso são pessoas que continuam ou voltam a ser dependentes e não tem claro a missão que é sempre ajudar o próximo, a sociedade, se puder em grupo, se não, que faça sua parte. Aqui se separa os que tem verdadeiro propósito e os que são levados, os líderes dos liderados. Aqui também nota-se que muitos acabam se escondendo no grupo, também criando dificuldades de participar e apresentar resultados, e volta a condição primeira, se tornando dependente, e raramente tomando atitudes e apresentando seus resultados. Esconde na realidade, para não demonstrar a falta ou ausência de resultados, é o que o grupo as vezes favorece.

Como podemos ver, existem formas de comportamento que estão dependentes em maior ou menor grau, e por conta disso, tudo pode ser uma desculpa, ou seja, sempre procurando a culpa nos outros, e outros que se aproveitam disso para seguirem adiante e demonstrando ser verdadeiro potencial. Espero ter esclarecido isso.

Compartilhe

Um Centro de Excelência à sua Disposição

Veja abaixo nossa Estrutura e Organização

(toque na foto para ampliar)

Depoimentos e Avaliações de Membros

Precisa de Ajuda? Escolha a melhor opção abaixo:

Sobre nós

Abrir bate-papo
1
Olá
Podemos ajudá-lo?