fbpx

Depoimento – Glândula de Bertholine – B. T. A.

Venho contar um pouco da minha experiência com a Terapia Japonesa EHT. À princípio, comecei o tratamento devido a vários cistos na tireoide; tomava Puran T4. Com o recebimento da Terapia, deixei de tomar o remédio e não tive mais problemas com a tireoide. Também tinha bronquite e rinite que se manifestavam sempre que ocorria mudança no clima ou havia poeira. Isso foi sanado com o recebimento da Terapia Japonesa EHT. Recentemente, tive um problema com a glândula de Bartholin que é responsável pela lubrificação da vagina. Ela inchou, teve retenção de líquido, aumentando o seu tamanho e trazendo muitas dores por 2 semanas.

Consultei a ginecologista que receitou antibiótico e anti-inflamatório por 7 dias. Tive alívio na dor durante esse período, mas, logo após, voltou com maior intensidade. Durante o tempo em que usei os medicamentos, também recebi a Terapia Japonesa EHT, que me ajudou muito.

A ministração foi feita utilizando o ponto no rosto correspondente à região afetada, na autossimularidade. Esse problema na glândula de Bartholin pode ser resolvido de 2 formas: ou ela drena sozinha internamente ou precisa fazer uma pequena cirurgia para a drenagem. A terapia salvou minha vida. Não precisei ser submetida à cirurgia. Tudo aconteceu naturalmente e estou muito feliz e aliviada por não sentir mais essa dor que é insuportável. Eu consegui ficar sem os medicamentos e ter alívio com a Terapia. Nunca mais fico sem a terapia e indico a todos.

Meu nome é Isabel Tanganelli. Complementando o depoimento da minha filha Bruna a respeito da glândula de Bartholin: Quando ocorre o entupimento dessa glândula, existem dois modos de drenagem: a drenagem natural, que ocorre internamente e a drenagem através de cirurgia com anestesia local . No caso da Bruna, a inflamação da glândula já estava em nível avançado e com pus. São pequenas camadas da pele que envolvem a glândula e depois de feita a drenagem é dado pontos e a paciente faz repouso por duas semanas até a cicatrização. Ministrei a Terapia Japonesa EHT durante o tempo de tratamento médico e um dia antes da consulta com o cirurgião. No dia da consulta, ela dizia sentir muita dor , como se a pele estivesse se rompendo e era o que, de fato estava acontecendo . Alguns minutos antes da consulta apliquei novamente a Terapia por causa da dor, ali mesmo na sala de espera. Ela chorava e dizia sentir um líquido saindo da glândula. Quando o médico a examinou, viu a pele já rompida e expelindo o pus sem intervenção cirúrgica , nem acreditou. A cicatrização normalmente levaria duas semanas para recuperação e, no caso dela, foram quatro dias! Continuo aplicando a terapia até a glândula voltar ao tamanho normal. Estou emocionada e grata pela oportunidade de compartilhar com vocês esta experiência!

Compartilhe

Um Centro de Excelência à sua Disposição

Veja abaixo nossa Estrutura e Organização

(toque na foto para ampliar)

Depoimentos e Avaliações de Membros

Precisa de Ajuda? Escolha a melhor opção abaixo:

Sobre nós

Abrir bate-papo
1
Olá
Podemos ajudá-lo?